sábado, 1 de agosto de 2009

A DIFERENÇA ENTRE O SÁBIO E O INTELIGENTE




O inteligente investe seus conhecimentos baseado na lei exacta que dois mais dois tem obrigatoriamente que gerar = quatro, para servir apenas uma pessoa, por ter cálculado pela lógica, que o segredo da vida esta no crescimento individual (Ganância/individualismo)

O sábio confia na simples lei da vida que dois mais dois resultado final é sempre = um, por ter consciência que o valor real da convivência humana encontra-se nos caminhos da união. (amizade/companheirismo)

O inteligente julga o tempo na visão de que o tempo só é proveitoso quando aumenta dinheiro em seu = cofre. (Egoísmo/egocentrismo)

O sábio agradece pelo o tempo que lhe é permitido viver em cada dia, reconhecendo que o salário mais saudável que existe na terra vem do aprender a deixar uma palavra de paz no coração dos homens com = amor. (Bondade/humanidade)

O inteligente não tem fé no que não vê, sua crença são as coisas que o rodeiam riquezas, poder, honras, exaltação de seu nome, reinado entre as mulheres sem isso não sente satisfação em = nada. (Superficialidade/banalidade)

O sábio sabe que a fé é para quem mais crê no que não se vê, do que no que se pode ver, por essa causa não mede a ninguém pelo ter, mas sim pelo ser, sabendo que a realidade da vida mostra que todos os visíveis um dia tornar-se-ão invisíveis, facto esse que o leva a crer mais no ser do que no ter, porque antes de qualquer um ser humano existir na terra já existia nas invisíveis mãos de = Deus. (Espiritualidade/interioridade)

O inteligente tem medo dos problemas existencias fomes, doenças, misérias e mortes, por isso caminha na corrupção, sem ternura para as coisas delicadas, divulga a mais ousada hipocrisia, não respeita as prioridades alheias, porque a ambição é seu meio de comunicação social, desconfia de si mesmo e dos outros , de tudo e de nada desacredita, não tem sossego na mente porque é demasiado imediatista, fantasias e lendas definem a sua visão do = mundo. (pobreza moral/Mundanidade)

O sábio batalha contra as tristezas, dores, e perdas humanas, com um olhar atento sobre a história da humanidade, compreende que gerações nascem e morrem em todos os séculos, mas mesmo assim a vida não deixou de ter brilho, nem beleza, muito menos poesia de alegria, porque os que honram as boas leis deixam sempre uma luz orientadora, para quem segue os seus nobres exemplos. Viver não resumi-se em possuir apenas conforto por fora e ter um jardim em ruínas na alma, também não é ser uma fonte de palavras bonitas e contrariar com comportamentos indecentes, viver é ter uma linguagem transparente de justiça, é escrever no coração dos outros um testemunho vivo digno de celebração e prémio porque a vida só tem sabor e cor quando se encontra em algumas vidas razões majestosas para continuar firme nas obras que exaltam, os bons valores, e a Jesus Cristo o maior, e a melhor expressão de vida, que a raça humana já ouviu na história dos homens. O sábio reconhece que todo o inimigo também necessita de amor para = respirar. (Vida/Atemporalidade)


Por: Shunnoz Fiel
14/07/009

Um comentário:

yokutxa disse...

Não concordo com propriamente tudo, mas utilizando isso para fazer um teste à mim mesma, cheguei a conclusão que sou mais inteligente que sábia...talvez infelizmente!!!